Background

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Background

Mensagem por Stardust em Qui 6 Dez - 23:12

Background

" O mundo é um palco. E homens e mulheres, não mais que meros atores.
Entram e saem de cena e durante a sua vida não fazem mais do que desempenhar alguns papéis."
(Shakespeare)


O som dos panzers podia ser ouvido ao longe, enquanto a floresta ia cedendo aos machados e abrindo caminho para os soldados. A névoa subira na floresta, dificultando a visibilidade, mas nem mesmo isso era suficiente pra pará-los. A guerra que devastava a Europa era por si só terrível, mas o fato de estar sendo coordenada por uma sociedade secreta a tornava algo monstruoso.

— Não são apenas soldados nazistas... São membros da Thule-gesellschaft. — falou um homem de forte sotaque, saltando da copa de uma árvore. — Há pelo menos vinte ubermensch nessa tropa...

— Se a Thule está envolvida, então é questão de tempo até encontrarem a passagem que leva a Nekur. Tenho calafrios só de imaginar o que poderia acontecer se chegarem à cidade... — respondeu a mulher, olhando em direção às brumas. Pelo som, ainda havia uma boa distância entre eles, mas os seguidores de Szachmary não desistiriam. Ela sabia que os nazistas estavam realizando saques por toda a Europa, não somente de riquezas e obras de arte, estavam atrás de artefatos. E Nekur, como um refúgio de starchilds ao longo da história, tornara-se a menina dos olhos da corja alemã.

— Você precisa retornar e avisar para fecharem a passagem. — o homem verificava em seus bolsos quanta munição possuía para seus revólveres.

— O que pretende fazer, Hans? — ela olhou com um ar de surpresa e incredulidade.

— Quando eu era criança, antes do acidente, lembro de mamãe sentar conosco para contar histórias antes de dormir. — ele abriu um sorriso largo, otimista, apesar de seus olhos possuírem um sutil ar de tristeza que ela não sabia dizer se remetia à mãe há muito falecida ou a decisão que ele tomara. — A minha favorita era uma antiga lenda de nossa terra. Diziam os antigos que quando uma estrela caía do céu, sua alma renascia em uma pessoa especial, que possuirá habilidades sobre-humanas que a tornará capaz de superar desafios inimagináveis e, através de seus atos, mudar o mundo... — cerrando o punho, ele fitou a garota com o olhar firme enquanto seu punho ardia em chamas. — Eu não sei porque nasci com essas habilidades, Mina... Mas sei que eu posso fazer diferença.

— Entendo. — respondeu a garota tirando o chapéu enquanto crescia pelos em seu rosto e presas em sua boca, deixando-a com a aparência de um feral.

— O que está fazendo, Mina? Você deve... — ele deteve-se ao perceber o olhar felino dela de que se arrependeria caso continuasse.

— Eu devo é fazer aquilo destinado aos nascidos com a alma de uma estrela. — ela deu uma piscadela e um sorriso. — Dez pra um? Eles estão em desvantagem. Vamos, Hans! Vamos derrubar alguns chucrutes!





Background escreveu:Background

Olá,

Background no jazz consiste na melodia de fundo, efeitos de acompanhamento que são utilizados durante a atuação de um músico solista. No Stardust, nada mais justo que o plano de fundo das histórias e dos personagens, o cenário, a ambientação, seja chamado de Background.

Stardust se passa em uma Linha de Realidade Alternativa, um mundo similar ao nosso em tudo, que possui as mesmas cidades, mesmos acontecimentos históricos, mas ao longo de toda a existência do mundo, havia um grupo de pessoas que possuíam dons, habilidades especiais que estavam além das capacidades naturais humanas, verdadeiros poderes sobrenaturais.

Apesar de terem em comum os dons, a origem de tais poderes eram as mais diversas, sendo as conhecidas: Linhagem, havia uma pessoa com dons entre seus antepassados ou filho de um humano e uma entidade ou ser sobrenatural; Reencarnação, sua alma tinha possuído dons em uma vida anterior; Ganho, seja através de um pacto com uma entidade, recompensa por ter ajudado uma entidade ou estar como uma peça importante nos planos de uma entidade; Transferência, através de um rito raro em que uma pessoa que possui dons a transfere voluntariamente para outra pessoa; e, por fim, Acaso, em que o universo favoreceu as condições de vida, biológicas e/ou espiritualidade da pessoa para que ela nascesse ou desenvolvesse tais dons.

Os portadores dos dons receberam diferentes nomenclaturas ao longo da história: na cultura grega, heros; na cultura nórdica, berserkers; na cultura irlandesa, fiannas; na antiga Tessália, mirmidones; na cultura letã, sargs; na Escócia, highlanders; na Europa Medieval, paladinos; no Islã Medieval, farisans; no Japão Medieval, onimitsu; no Caribe do século XVI, flibusteiros; no século XIX, aventureiros; no início do século XX, centuriões; na Alemanha do início do século XX, ubermensch; no ocidente do século XX, supers; no início do século XXI, starchilds; além de diversas nomenclaturas de pequenos nichos culturais, como ziggys, arcanos, aberrações, mutantes, jedaii, starmen, faustos, darkstalkers, scions, coat browns, campeões, paranormais, zillions...

Devido a um incidente no passado antigo, eles sempre viveram nas sombras da humanidade, isolando-se em pequenas comunidades em ambientes selvagens ou ocultando seus dons quando em meio aos humanos. Entretanto, nem todos compartilhavam do conhecimento ou interesse em permanecer oculto, resultando nos relatos que originaram diversas nomenclaturas. Os mais antigos criaram sociedades secretas para manter o controle e a segurança deles, além de auxiliarem no aprendizado do uso dos dons. Tais sociedades focaram no controle político e social de comunidades humanas, garantindo a proteção dos seus associados, mas foi questão de tempo até perceberem que poderiam usufruir muitas outras vantagens estando à frente, secretamente, dos governos mundiais, o que resultou em uma guerra secreta cujo prêmio seria o controle total do mundo. Apesar dos conflitos políticos, as sociedades coordenam-se para garantir que o segredo seja mantido, manipulando imprensa e relatos referentes aos starchilds. Poucos lugares no mundo permanecem neutros ou à parte em relação a essa guerra entre sociedades, e menos lugares ainda oferecem conhecimento e aprendizado sobre si e o uso de seus dons, sem a necessidade de se afiliar a uma sociedade secreta.

A cidade de Nekur, “Lugar Nenhum” em letão, é um desses lugares neutros. Nekur era uma pequena comunidade localizada onde atualmente é a Letonia, composta puramente por “sargs” – nomenclatura letã dos portadores de dons. Durante a Idade Média, com o avanço dos cavaleiros templários da ordem teutônica na região em nome da chamada “Cruzada ao Norte”, caçando seres sobrenaturais e praticantes das religiões que não fosse a cristã, Nekur atuou como refúgio. Quando o refúgio foi cercado pelos templários, segundo uma antiga lenda local, a sacerdotisa da religião letã sacrificou-se para que Meza Mate, a deusa das florestas, protegesse a todos. O sacrifício teria feito com que a vegetação engolisse o lugar, levando-o para um bolsão dimensional, uma dimensão paralela ligada à flora da Letonia. Pela lenda, a cidade permaneceria segura enquanto a floresta existisse, o que fez com que ela se desenvolvesse em harmonia com a natureza, sem desmatamento ou destruição do meio ambiente para o crescimento de Nekur. A entrada permanecia no reino, mas isso não impediu que starchilds de diferentes localidades da Europa chegassem à cidade, o que aumentou a diversidade cultural da cidade e permitiu que ela acompanhasse o “Renascimento do Século XII”, com direito à fundação de uma pequena universidade para ensino dos habilidosos refugiados.

Com o fim da cruzada ao norte, o refúgio esvaziou. Muitos desejavam conhecer outros lugares da Europa ou retornar aos antigos lares, seus ou dos seus antepassados. Mas a universidade permaneceu ativa, sendo um dos raros lugares que possuíam estudos sobre os sargs e seus dons. Algumas sociedades secretas tentaram tomar o controle do lugar, mas devido à diversidade adquirida na Idade Média a cidade conquistou seu direito à neutralidade, conseguindo adesão e apoio de algumas sociedades secretas para defesa dessa neutralidade. Mantendo o foco no cerne acadêmico, Nekur tornou-se uma cidade universitária para starchilds, embora continuasse atuando em relação a conflitos locais, mantendo sua ligação com a região letã. Durante a Segunda Guerra, a cidade voltou a tornar-se refúgio para os habilidosos de toda a Europa, principalmente de origem judaica e origem cigana. E como havia uma sociedade secreta por trás das ações dos nazistas, a existência da cidade foi ameaçada e ela se envolveu ativamente no conflito.

Com o fim da guerra, a região foi dominada pela URSS, que sofria influência de algumas sociedades secretas. Como Nekur tornara-se alvo do interesse de tais sociedades, a cidade e seus habitantes participaram ativamente da Resistência Anti-Soviética da Letonia. Com o fim da Resistência, foi questão de tempo até que as sociedades soviéticas forçassem aberturas de portais que as levassem até o bolsão dimensional que abrigava a cidade. Sob domínio comunista, a cidade passou a ser um campo de treinamento e estudo de starchilds. Como muitos dos investimentos soviéticos na Letonia, tornar o lugar um centro de treinamento não teve bons resultados. O processo de urbanização da cidade apenas aumentou o desejo de resistência dos habitantes, pois temia-se que a derrubada de árvores e construção de estradas e habitações de concreto resultassem no fim da proteção de Meza Mate e a cidade fosse devolvida ao plano material, tornando-se física na Terra. Como o processo foi detido devido ao desmoronamento da URSS, tendo a urbanização ocorrida apenas no centro dela, o refúgio permaneceu no bolsão dimensional, embora seus caminhos de acesso tenham aumentado a ponto de ser possível chegarem navios ao porto da cidade, utilizando-se de uma trilha própria pelo mar.

Com o fim da URSS, conflitos tomaram a cidade para que os ex-sovietes abandonassem a cidade e para impedir extravios de recursos por parte das sociedades secretas. Atualmente Nekur voltou a ser uma cidade universitária, com um forte resgate da cultura letã, apesar da diversidade cultural que possui devido a ser um dos poucos lugares neutros da Terra que estuda os starchilds e ensina sobre a utilização dos dons.

E é em Nekur, a cidade de Lugar Nenhum, que o jogo do Stardust se passa.

Let’s JAM!

Atenciosamente,
Stardust

avatar
Stardust

Masculino Libra Cachorro Idade : 34
Mensagens : 103

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum